7 coisas MUITO fofas que o recém-nascido faz e você não sabe: morra de amores

Thumb 7 coisas MUITO fofas que o recém-nascido faz e você não sabe: morra de amores

7 coisas MUITO fofas que o recém-nascido faz e você não sabe: morra de amores

Bebês estão entre as coisas mais fofas do mundo. Mesmo os mais pequenininhos, recém-nascidos, que quase não têm expressões e dormem por muito tempo, têm características e reações curiosas que são capazes de derreter até os mais durões.

O que um recém-nascido faz?

Tem humor

Por mais pequenininhos que possam parecer, eles desde o útero já têm uma parte do temperamento formada. Alguns são mais tranquilos e engraçadinhos, enquanto outros mais sérios e ranzinzas – e tendem a seguir assim por toda a vida.

Não quer peito só por fome

Além da evidente necessidade energética, suprida pela alimentação, os bebês podem também querer mamar por carência. Isto porque o movimento de sucção traz sensação de segurança e aconchego. É exatamente por isso que muitos médicos recomendam a amamentação em livre demanda (o bebê pode mamar sempre que quiser, sem horários estabelecidos).

Tem os instintos muito aflorados

A memória instintiva do ser humano faz com que os bebês nasçam sabendo que eles ainda são seres indefesos e, na natureza, estariam exposto a muitos riscos e predadores. É por isso que muitas vezes eles choram e não é fome, cólica ou fralda suja – é medo, carência, desproteção. Com o tempo e o uso de todos os artefatos que foram desenvolvidos pela sociedade moderna, esse instinto vai ficando discreto e reaparece apenas em situações de extremo risco.

Se acalma com calor e apertos

O útero é a grande referência de segurança que um recém-nascido tem. Lá, ele estava sempre no escuro, em um ambiente quente e muito apertadinho. Situações que remetem a esse meio tendem a deixá-los mais calmos. É por isso que, além do colo, amarrações com sling ou charutinhos são recomendadas.

Absorve tudo o que acontece ao redor

Eles podem até não falar e se expressar pouco, mas são capazes de absorver tudo o que acontece em um ambiente. Através do toque, do olhar, do tom de voz, da movimentação da casa e da alteração da rotina os bebês conseguem assimilar tudo o que de bom ou ruim acontece em sua família.

Reconhece a voz dos pais

Ainda dentro da barriga, entre outras capacidades curiosas, os bebês podem ouvir a voz dos pais. Por isso, quando nascem, eles rapidamente sabem quem o acompanhou durante todo o desenvolvimento intrauterino. É exatamente por esse motivo que muitas vezes a voz da mãe ou do pai pode deixá-los mais calmos. Então, se eles reconhecem vozes e absorvem tudo o que acontece em um ambiente, vale sempre conversar e explicar o que está acontecendo.

Tem reflexos curiosos

Além dos instintos, eles também tem reflexos curiosos. Eles não sugam a bochecha da irmã porque confundem com o peito da mãe e nem seguram o dedo da tia porque gostam dela. Na verdade, essas ações são reflexos. Os recém-nascidos vão tentar sugar tudo o que for colocado perto do seu rostinho na tentativa de se alimentar e manter-se vivo. Ao serem tocados na palma da mão ou na sola do pés, vão flexionar todos os dedinhos. Quando forem segurados em pé, pelas axilas, vão erguer as perninhas como se fossem andar. Nenhum desses movimentos é racional.

Fonte: VIX

 

Envie um comentário :

Outros Posts da A Natureza é Bela: